Página Inicial
Boas vindas
Quem Somos
Convenções
Consultas
Exames
Marcações
Instalações
Onde Estamos
Ligações Úteis

EXAMES Anterior ] Para cima ]

 

ESTUDOS DE SONO (Polissonografia e Teste de Latências Múltiplas de Sono)

1. Polissonografia (PSG)

Uma polissonografia consiste num registo simultâneo de múltiplos parâmetros fisiológicos relacionados com o sono e a vigília. A interacção dos vários sistemas e órgãos é igualmente avaliada nestes períodos.
 

Parâmetros monitorizados

Uma polissonografia deve ter no mínimo quatro sensores (canais) neurofisiológicos:

  • Derivações electroencefalográficas (EEG) (se única, preferencialmente central com referência ao lóbulo da orelha – para uma amplitude optimizada de modo a monitorizar mais eficazmente o sono).

  • Duas derivações electrooculográficas (EOG) para monitorizar quer os movimentos oculares horizontais quer os verticais (através de eléctrodos colocados no canto externo do olho direito e olho esquerdo, um acima e outro abaixo do eixo horizontal dos olhos).

  • Uma derivação electromiográfica de superfície (EMG) normalmente no mento e/ou submental, geralmente para avaliar a fase atónica do sono REM.

PREPARAÇÃO

A preparação do doente é particularmente importante nesta avaliação de modo a assegurar que durma o mais normal e calmamente possível:

Manter o ciclo vigília-sono regular

Evitar indutores de sono e ansiolíticos

Evitar consumo de álcool

Evitar estimulantes, por exemplo café ou coca-cola

Evitar práticas ou exercícios intensos no dia do exame

Outros parâmetros frequentemente utilizados incluem:

  • Canais de EEG adicionais, por exemplo em pacientes com parassónias, doenças neurológicas e doenças psiquiátricas

  • Canais de EMG adicionais, por exemplo colocados no músculo tibial anterior, geralmente para detectar o movimento periódico das pernas durante o sono

  • Fluxo respiratório

  • Electrocardiografia

  • Oximetria de pulso

  • Esforço respiratório

  • Registo áudio dos ruídos respiratórios 

  • Monitorização contínua de vídeo para registo de alterações do comportamento

  • Posição corporal

2. Teste de Latências Múltiplas de Sono (TLMS)

A partir de 1992, foi recomendado internacionalmente, baseado em múltiplas avaliações e investigações, a associação de PSG e TLMS:

  • Teste de latências múltiplas do sono (TLMS) que regista as múltiplas “sestas” durante o dia. Este exame avalia quantitativamente e qualitativamente o grau de hipersonolência diurna e a sua gravidade. É sempre efectuado no dia seguinte a uma PSG nocturna e composto de 4 ou 5 testes ou possibilidades para dormir, com duração de cerca de meia hora e com intervalos de duas horas em vigília.   

  • Estudos de sono estandardizados normalmente incluem ambos os testes, dado o seu valor conjunto. Apesar de ser de prática comum o diagnóstico de patologias de sono, baseado num registo de uma só noite, há que ter em conta o facto de que poderá vir a ser necessário mais que um registo de modo a minimizar o “efeito de primeira noite”, que consiste em estar num ambiente não familiar provocando alguma ansiedade e provavelmente desconforto.

ELECTROMIOGRAFIA  |  ELECTROENCEFALOGRAFIA  |  POTENCIAIS EVOCADOS  |  ESTUDOS de SONO

© 2006-2013 NEUROFISIO - Centro de Neurofisiologia Clínica, Lda.
Website by
Carlos Gil Martins