Página Inicial
Boas vindas
Quem Somos
Convenções
Consultas
Exames
Marcações
Instalações
Onde Estamos
Ligações Úteis

EXAMES Anterior ] Para cima ] Seguinte ]

 

ELECTROENCEFALOGRAFIA (EEG)

Um electroencefalograma (EEG) consiste numa avaliação neurofisiológica da actividade bioeléctrica do cérebro, através do registo com eléctrodos colocados no escalpe, ou em casos especiais, eléctrodos subdurais ou até no córtex cerebral. O conjunto dos registos resultantes é que constitui o electroencefalograma e representa o sinal eléctrico das várias áreas cerebrais. Não são registadas correntes eléctricas isoladas, como frequentemente se interpreta, mas sim as diferenças de potencial eléctrico ou de voltagem entre diferentes partes do córtex cerebral. O EEG é frequentemente usado em investigação dado que o processo é não invasivo para o paciente. O EEG tem a capacidade de detectar alterações da actividade eléctrica cerebral com uma resolução temporal de milissegundos.

COMO SE REALIZA UM EEG:

O EEG realiza-se numa cama ou mesa de observação ou poltrona, a maior parte do tempo com os olhos fechados.

A tranquilidade e o relaxamento musculares são cruciais, dado que facilitam a aquisição e clareza dos registos/resultados obtidos. Para além do repouso vigil mencionado, serão pedidos determinados procedimentos com a finalidade de analisar o comportamento/ resposta cerebral a diferentes formas de estimulação:

  • Prova de Hiperpneia ou Hiperventilação: respirar profundamente e com ritmo rápido durante 3 minutos.

  • Fotoestimulação: olhar em direcção a uma luz clara, intermitente e com várias frequências.

  • Sono: se eventualmente apresentar dificuldades em adormecer, poderá potencialmente e de acordo com a sua situação clínica, ser administrado um medicamento indutor de sono.

Após o exame, pode retomar a sua actividade quotidiana normalmente; no entanto, se lhe foi administrado um fármaco indutor de sono ou se se encontra em privação de sono, é de todo conveniente que peça a alguém que o transporte a casa.

 

PREPARAÇÃO

Poderá eventualmente ser necessário interromper a toma de determinados medicamentos (por indicação médica, como por exemplo, sedativos e tranquilizantes, relaxantes musculares, anti-epilépticos ou indutores de sono, etc.). Caso não exista ordem em contrário deverá tomar normalmente a medicação e levar o nome dos fármacos para o exame.

Convém evitar alimentos que contenham cafeína (como por exemplo café, chá, coca-cola ou até chocolate) pelo menos num prazo mínimo de 8 horas antes do registo. Faça uma refeição ligeira antes da realização do exame, dado que um teor baixo de açúcar no sangue (hipoglicemia) pode potencialmente provocar alterações electroencefalográficas.

Uma vez que os eléctrodos irão ser colocados no couro cabeludo, é importante que o seu cabelo esteja limpo e livre de óleos, laca, gel, loções ou outras substâncias. Lave a cabeça com champô na noite anterior ou na própria manhã antes de realizar o exame.

Dependendo da finalidade do exame e da requisição médica, poderá ser necessário dormir durante o registo. Assim sendo, poderá ser pedido para se apresentar com privação de sono, ou seja, passar a noite sem dormir ou no máximo que tenha dormido metade das horas que normalmente dormiria (preferencialmente deitando-se tarde e levantando bastante cedo).

Se porventura, for uma criança a realizar o EEG com prova de sono, providenciar para não a deixar dormir desde que acorda de madrugada até ao início do exame.

CONTRA-INDICAÇÔES

O EEG não apresenta quaisquer contra-indicações ou riscos, não sendo de esperar a experiência de sensações diferentes daquelas que normalmente se têm em repouso vigil, durante a hiperventilação e fotoestimulação ou em sonolência/sono/despertar.

O QUE PREJUDICA O EXAME?

  • Não relaxamento muscular. Excesso de movimentos da cabeça e do corpo.

  • Incapacidade de colaboração nas provas de activação ou no que for solicitado.

  • Alguns fármacos que não sejam mencionados na altura no registo.

ELECTROMIOGRAFIA  |  ELECTROENCEFALOGRAFIA  |  POTENCIAIS EVOCADOS  |  ESTUDOS de SONO

© 2006-2013 NEUROFISIO - Centro de Neurofisiologia Clínica, Lda.
Website by
Carlos Gil Martins